Fora da caridade não há salvação

Assistência Espiritual

A – Atividade de Recepção (domingos de 8:30h às 10:40h) e (às Segundas e Quintas-feiras - 19:15h às 21:30h)

Coordenação: Adauto Santos

  • A escala de trabalhadores da recepção será realizada com os trabalhadores efetivos do DAE;
  • Fomentar maior disciplina no cumprimento das escalas, tanto na assiduidade, quanto na pontualidade;
  • Será realizado em caráter experimental a escala com trabalhadores para a atividade de recepção e apoio ao plantão do Atendimento Fraterno, aos domingos das 10:40h até às 11:30h;

B – Atividade de “Atendimento Fraterno pelo Diálogo” (domingos – plantão de 10:40h até às 11:30h) e (segundas e quintas-feiras - plantão de 19:15h às 20:05h)

Coordenação: Adauto Santos

  • Será reforçada a orientação aos atendentes fraternos pelo diálogo do novo padrão de orientação, encaminhamento das pessoas atendidas para a sequência de atendimento espiritual, bem como reforço na orientação do preenchimento das fichas de atendimento;
  • Será efetivada a realização de reunião dos trabalhadores do DAE, em especial do atendimento fraterno pelo diálogo, no mínimo 01 (uma) quinta feira por mês, com finalidade de tratar de assuntos e tarefas do departamento e também para realização de estudos específicos de temas e conteúdos relacionados aos atendimentos fraternos na casa;
  • Será realizado em caráter experimental a escala de atendimentos em dupla aos domingos pela manhã, com a finalidade de treinar os novos atendentes e também auxiliar na segurança e aperfeiçoamento da atividade;

C – Atividade de Explanação do Evangelho à luz da Doutrina Espírita”- (Terças-feiras – das 20:00h às 20:45h)

Coordenação: Suely Batista

  • A equipe de trabalho, após 01 (um) ano de atividades, identificou e selecionou 12 (doze) temas centrais que são comuns às problemáticas dos atendidos encarnados que são encaminhados e se integram na reunião como parte do tratamento espiritual a que se submetem sob orientação do DAE-GEABL; Por esta razão, todo aquele que for encaminhado à esta reunião deve participar, no mínimo, de 12 (doze) reuniões, até que tenha passado por todos os temas propostos.
  • Será implantado sob caráter experimental, o passe opcional para quem esteja em tratamento nesta reunião;

D – Atividade de “Atendimento pelo Passe” – Domingos (Passe das crianças nas próprias salas de cada turma – das 9:50h às 10:40h e na cabine do salão das 10:00h às 10:30h) – Segundas e quintas feiras (das 21:00h às 21:30h)

Coordenação: a escolher o coordenador

  • Esclarecer e orientar sobre a importância de integrarem-se às equipes de passe as pessoas que já estiverem integradas à casa, encaminhadas por coordenadores de departamento e que já tenham realizado o curso de passe;
  • Esclarecer e orientar sobre a importância para o trabalhador do passe estar engajado em algum grupo de estudo da Casa;
  • A indicação e encaminhamento de novos trabalhadores para o Passe, tanto nas segundas e quintas, quanto aos domingos é atribuição e responsabilidade dos coordenadores do curso de passe, junto com a coordenação geral do DAM.
  • Será formada nova equipe de passe destinada a atender na reunião de explanação do Evangelho;

E – Atividade de “Irradiação” – Terças-feiras (das 19:30h às 20:00h)

Coordenação: Marilsa

  • Escolher coordenador substituto desta tarefa;
  • Além do objetivo central desta reunião no GEABL que é de apoio vibratório às famílias dos frequentadores e trabalhadores da Casa, sugere-se que a cada reunião, possa haver outra irradiação específica. Exemplo: 01ª Terça do mês – Irradiação para os membros das equipes mediúnicas da casa – 02ª Semana – Irradiação para as famílias de trabalhadores da casa – 03ª Semana – Irradiação para todas as pessoas que se encontram em tratamento nas reuniões mediúnicas da casa...

F – Atividade de “Evangelho no Lar” e G - Atividade de “Implantação do Evangelho no Lar”

Coordenação: César e Regina

  • Manter e fortalecer o bom trabalho dos encontros agendados nos lares inscritos;
  • Fomentar maior comunicação entre os recepcionistas e Atendentes Fraternos para que intensifiquem a divulgação da tarefa de implantação do Culto em Lares que nunca fizeram e que devem serem levados a se inscreverem, solicitando apoio na implantação;

Considerações finais

Destacamos como fundamental, a criação da recém-formada equipe de voluntários para o trabalho no departamento. Esta equipe deve ser fortalecida e mantida através de reuniões periódicas e comunicação adequada e clima fraterno estimulante a continuação e melhoria do trabalho.

Coordenação do DAE – Departamento de Atendimento Espiritual